terça-feira, 26 de julho de 2011


Andar com o veículo em linha reta é muito simples. O carro do desenho animado dos Flintstones, com as rodas inteiriças de pedra faz muito bem essa função.

Basta colocar os pés no chão e empurrar. Mas, os atuais precisam mudar de direção, entrando em uma esquina ou fazendo uma curva. Para isso existe o diferencial. Então, como esse sistema funciona?

Imagina um carro fazendo uma curva! Agora pense apenas no eixo dianteiro para ficar mais simples.

As duas rodas não descrevem a mesma trajetória, pois a de fora faz um arco nitidamente maior. Se o eixo de tração fosse rígido, haveria um escorregamento do pneu que está na parte interna, pois a velocidade angular é muito grande.
Assim, temos uma tração suave e sem patinar (escorregar), mesmo nas curvas. Problema solucionado para trafegarmos em curva nas grandes cidades. Porém, o mesmo benefício pode ser um grande problema na prática off-road, afinal andar em piso firme é só para durante a semana. Uma situação bem freqüente na trilha é uma das rodas motrizes perder a aderência do solo, enquanto a outra permanece em contato.

Quem não esteve em uma situação assim? A roda que está no ar gira em falso, consumindo toda a potência transmitida ao diferencial, impedindo que o veículo se movimente. E olha você lá no meio do mato, pendurado e sem conseguir sair. Com certeza, a prática do fora de estrada estaria em muito comprometida. Para solucionar esse problema foi criado o diferencial de escorregamento progressivo ou positraction.


Para compensar a diferença existem entre as duas rodas, os engenheiros e os primeiros projetistas de carros criaram o diferencial, um mecanismo simples, robusto e compacto, além de eficiente. No interior da peça existe um conjunto de engrenagens, chamadas satélites e planetárias. Através da composição dos movimentos de todos os equipamentos, o veículo compensa a diferença de velocidade entre as rodas motrizes.

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Trilhass


Dae galera amanha (09/07/11) etarei indo para um super desafio off-road na colônia Maria Luisa.
É um grande desafio cheio de banhados erosoes paredoes de terra,se ocorrer tudo conforme o planejado log logo etarei postando as fotos e videos do Desafio da Colônia Maria Luisa :

Abraççss pessoal até mais

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Dicas de uso do guincho elétrico no Off-Road


O guincho é um equipamento indispensável para se enfrentar uma trilha radical, e é fundamental saber usá-lo com a máxima segurança. Acidentes podem acontecer, por isso confira as dicas para uso do guincho elétrico, o mais popular no universo off-road.

Em primeiro lugar, escolha um guincho compatível com o peso de seu 4x4. Use sempre luvas de couro para manusear o cabo de aço, porque fios soltos podem ferir seriamente suas mãos. Jamais acione o guincho segurando o cabo muito próximo da entrada do carretel, menos ainda durante o resgate. Mantenha as pessoas distantes do cabo e dos veículos envolvidos no resgate.(continue lendo).

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Quadriciclos Polaris


Não esquecemos dos quadriciclos.
A Polaris teve origem em 1998 com a missão de montar novos tipos de quadriciclos,inovadores no mercado.
Desde 2001 eles criaram um plano de ação para aumentar a performance de custo através de contínuas iniciativas de qualidade.





segunda-feira, 20 de junho de 2011


O CBT Javali foi um veículo de fabricação 100% nacional.
A CBT era fabricante de tratores, e resolveu criar um utilitário jipe 4x4
que fosse forte, ágil e brasileiro.
Javali não era durável ou forte. Ele tinha muitos problemas como barulho,
fumaça, peças sobressalentes e assistência técnica. Foi produzido por apenas
4 anos.
O modelo era fornecido com duas opções de motorisação: o 3 cilindros
turbo diesel de baixo desempenho, porém muito torque em baixa rotação,
característico de tratores. O outro era um 4 cilindros sem turbo e raro
de se encontrar. O melhor do Javali era a carroceria, o eixo dianteiro
(Dana com "munhão-bola") e os freios (dianteiros a disco).

domingo, 5 de junho de 2011

Lada Niva


Está pensando em entrar no mundo da lama, mas a grana não dá para comprar um confortável utilitário esportivo? Também não pode se dar ao luxo de ter um Willys velhinho para sofrer nas trilhas além de um automóvel comum para o dia-a-dia? Então é hora combinar um 4x4 de respeito com um modelo de cabine fechada e suspensão mais macia. Por preços entre 7000 e 9000 reais, pense seriamente num Niva.

É um modelo valente no off-road, que encara as piores trilhas melhor que muito utilitário moderno que há por aí - graças a entreeixos curto, rodas aro 16, tração nas quatro rodas com reduzida e bloqueio de diferencial central. Mas vai ter que se acostumar com o barulho excessivo e o alto consumo - menos de 8 km/litro.

sábado, 4 de junho de 2011

O SZK Adventure


1ª Etapa 11/06 . Alphaville/Barueri - Campinas
Período de Inscrição: 20/05 a 06/06

Como se inscrever:
Faça o download da ficha de inscrição no link abaixo, preencha corretamente todos os dados solicitados e envie o arquivo para o email:
etapa1@suzukiadventure.com.br
Você receberá a confirmação de que sua ficha foi recebida e será analisada.

Download Ficha de Inscrição

A ficha de inscrição está no formato .xls (Microsoft Excel). Caso não consiga abri-la em seu computador, recomendamos que instale o Libre Office, um programa gratuito e compatível com o formato da ficha.

Confirmação da Inscrição:
Em até 48 horas, você receberá um email com o assunto “Sua inscrição no SZK Adventure – Campinas – SP foi confirmada!”. Sua inscrição somente estará completa após o recebimento deste email.

Atenção:
Caso o número de vagas tenha esgotado, você será informado que não foi possível receber sua inscrição.


Programação
11/06 . sábado
Largada: Alphaville/Barueri - Chegada: Campinas
08:00h às 12:00h: Funcionamento da secretaria de prova
09:45h às 10:00h: Briefing do evento
10:30h às 12:00h: Largada
Concessionária Suzuki de Alphaville - Ryo
Endereço: Al. Araguaia, 3572.
14:00h às 15:40h: Chegada
Campinas - Local a confirmar.
14:00h às 17:00h: Almoço
17:00h: Premiação
A aventura começa antes!
Se você não está familiarizado com os passeios de regularidade e quer aprender um pouco mais sobre essa divertida aventura, a Suzuki preparou pra você duas aulas de navegação com dicas super importantes. São duas opções de data:
Aula de Navegação
4ª feira, 08/06, às 20:00h
Local: Concessionária PróAuto - Av. Sumaré, 741.
5ª feira, 09/06, às 20:00h
Local: Concessionária Rakki - Av. das Nações Unidas, 19667.
E você ainda pode aproveitar e antecipar o recebimento do seu Kit de Aventureiro, na Concessionária Rakki, a partir de 5ª feira, 09/06, das 09h às 20h.


Para mais informações, entre em contato pelo telefone (11) 9223-7543.


Para mais informações: http://www.suzukiveiculos.com.br/SZK-adventure/Inscricoes.aspx

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Suzuki começa a vender o jipe Jimny com tração 4×4 no Brasil por R$ 54.990


Depois voltar ao mercado nacional com o Grand Vitara, a Suzuki inicia as vendas a partir deste mês do jipe Jimny. O modelo chega com preço inicial de R$ 54.990.
A versão que chega ao Brasil vem equipada com um motor 1.3 de 16 válvulas, à gasolina, com comando variável. O bloco deste propulsor é feito de alumínio e é capaz de gerar 84 cavalos de potência e 11,2 kgfm de torque a 4.100 rpm. O modelo conta com três tipos de tração: 4×2, 4×4 e 4×4 com reduzida.

Com capacidade para quatro passageiros, o Suzuki Jimny traz painel com acabamento tipo titânio e mostradores simples de fácil visualização. Entre os itens de segurança, o jipe traz barras de proteção laterais nas portas, cintos de segurança de três pontos com ajuste de altura, freios a disco dianteiros e a tambor traseiros, e assistência de frenagem (BAS), que adequa a frenagem à velocidade do veículo no momento em que o pedal é acionado.